Orgulho: o impedimento para a santidade



A santidade de vida deve ser o objetivo de todo cristão. A santidade é simplesmente a conformidade com a imagem de Cristo. É um dos grandes atributos dos cristãos vitoriosos através dos séculos. O Bispo J. C. Ryle escreveu em seu livro, Líderes Cristãos do Século XVIII, que os líderes durante os grandes avivamentos do passado sempre eram homens e mulheres santos. Eles tinham seus defeitos, como todo mundo, mas um coração que desejava ser como Cristo. Eles queriam conhecê-Lo intimamente.

Qualquer um que quiser ser como cristo deverá ter um coração humilde. A humildade e a santidade caminham de mãos dadas. Contudo, não há espaço para o orgulho no coração que está numa busca frenética da santidade. A santidade olha em direção a Deus, enquanto o orgulho admira a si mesmo. A imagem perfeita da santidade é Cristo. O melhor retrato do orgulho é Lúcifer. A santidade é o desejo de ser como Cristo. O orgulho é a aspiração de ser melhor do que os outros. A santidade manifesta a humildade de caráter. O orgulho se gaba de si mesmo e não tem caráter.

É impossível caminhar em santidade e manter um coração orgulhoso. A arrogância e o orgulho são, simplesmente, barreiras para um coração santo. Quando nós entendemos o que um coração santo é, então é fácil ver como é impossível para o orgulho e a santidade habitarem no mesmo coração. A santidade é a obra interna de Deus no crente, para este ser conformado à Cristo. Cristo existiu na eternidade, como Deus. Porém, a própria natureza de Jesus era humilde. Ele se humilhou ao ponto de levar sobre Si as vestes da humanidade. Jesus, o Filho de Deus e Filho do homem, pode somente ser descrito em termos de humildade absoluta. Sendo assim, é impossível ser orgulhoso e, ao mesmo tempo, ser como Cristo.

A Bíblia diz: “Deus resiste ao orgulhoso, mas exalta o humilde”. Se Deus se odeia o orgulho, então é impossível ser santo e orgulhoso. Muitas vezes, nos vestimos de orgulho, de diferentes maneiras. Nós, erroneamente, cremos que um ou outro tipo de orgulho não tem problema. Contudo, o livro de Provérbios diz que Deus odeia o orgulho. Não interessa se é orgulho religioso, espiritual, étnico ou racial. Todas as formas de orgulho tem suas raízes na comparação com as outras pessoas. Mas, a santidade olha somente para Jesus. Sendo assim, não podemos ser orgulhosos e santos. O orgulho, na verdade, se torna um obstáculo no processo da santidade.

O orgulho, geralmente, é a raiz de outros pecados. Em muitas ocasiões, quando eu me encontrei confessando meus pecados e pedindo a Deus para esquadrinhar meu coração, eu descobri o orgulho na base de alguns pecados que eu tinha na minha vida. Deus me permitiu cair para me mostrar o que estava no meu coração. O orgulho está no coração do mal deste mundo. Lúcifer foi expulso do céu quando ele ficou orgulhoso. Adão e Eva foram expulsos do paraíso, por causa do orgulho. Você e eu saímos do caminho da santidade quando nos permitimos ficar orgulhosos.

Deixe-me encorajá-lo a tirar alguns minutos e orar a oração do salmista: “Esquadrinhe meu coração, ó Deus, e veja se há nele algum mal”. Peça a Deus para expor qualquer semente de orgulho que possa estar incubada no seu coração. Peça para Ele quebrar seu egocentrismo. Um coração quebrantado e contrito não será rejeitado por Deus. Ele anseia por ver um coração humilde. Ele coloca tal coração no caminho da santidade.
Texto de: SAMMY TIPPIT